Navigation Menu+

Instituto Neymar Jr

 

_U5A7478

 

O Instituto Projeto Neymar Jr. recebeu novas cores ao longo dos últimos dias, com mais uma obra do artista brasileiro Paulo Consentino, que pintou um mural com retratos de Neymar Jr. e de algumas crianças que integram o projeto.  Ao longo de uma semana, Consentino em parceria com as Tintas Coral, deu vida para um painel de 5 metros de largura e 3 metros de altura.

Esta é a segunda obra que Paulo Consentino pinta no INJR a convite da diretoria. Na primeira oportunidade, Neymar Jr. e a ex-ginasta Lais Souza foram retratados no ginásio. Mas antes de iniciar a pintura na Sala de Comunicação do complexo, o artista realizou uma oficina com as crianças para escolher qual seria a imagem retratada na parede.

P1150650

 

“Estou pintando um novo mural para mostrar o trabalho que está sendo feito aqui no Instituto, com o Neymar e as crianças em atividade. É um mural que unimos as duas imagens para mostrar a ação que o Instituto está fazendo aqui no Jardim Glória”, explicou Consentino.

A obra foi inteiramente inspirada em uma das imagens registradas no cotidiano das crianças durante as atividades do Instituto. Durante uma comemoração no campo de futebol, após um gol marcado, um grupo de meninos veio em direção à câmera e o clique foi feito. Já a imagem de Neymar Jr. também mostra o momento de felicidade que é a marcação de um gol pelo FC Barcelona, como conta Consentino.

“As fotos do Instituto foram enviadas, peguei e elegi uma imagem que me pareceu muito significativa e a outra é o Neymar comemorando e apontando. E junto com as crianças, durante o processo todo de layout, que foi feito aqui no auditório, nós acabamos escolhendo a imagem das crianças correndo, como se as crianças estivessem se projetando para fora da parede”.

P1150637

Ao longo do processo da obra de Consentino, cerca de 300 crianças participaram da escolha das imagens e da oficina que mostrou o trabalho do artista, que utiliza programas de computador para criar o layout, além da montagem da obra, preparação do estêncil, aplicação do desenho na parede e por fim a pintura final.

“É muito bacana a presença das crianças em todo o processo. O que eu quis fazer foi desmistificar o processo da pintura. Mostrar desde o começo no papel, no computador e na parede. A participação deles na hora da pintura e das marcações foi muito importante, porque ao mesmo tempo que eles vão observando, eles têm a oportunidade de perguntar e participar também”, finalizou.